Corredores Podem Abrir Mão Do Consumo De Carboidratos?

//Corredores Podem Abrir Mão Do Consumo De Carboidratos?

Apesar de ser um tema polêmico entre especialistas, a estratégia low carb é eficaz para o processo de emagrecimento e performance esportiva. De acordo com o médico, diretor presidente da Associação Brasileira de LowCarb (ABLC), Dr. José Carlos Souto, atletas de alta performance como o jogador de basquete LeBron James apresentam evolução no desempenho com o consumo reduzido de carboidratos.

Antes, apenas a glicose – adquirida nos carboidratos – era considerada capaz de gerar energia para a prática esportiva. Com a low carb, ficou claro que há outra alternativa eficaz. “A gordura tem mais do que o dobro de calorias dos carboidratos, então é possível usá-la também”, explica o diretor presidente da ABLC. Conforme Dr. Souto, trata-se, aliás, de uma melhor fonte, devido à capacidade do corpo ser maior em armazenar gordura do que glicose. “O organismo humano apresenta apenas o fígado e os músculos como depósito de glicose, sendo o tecido adiposo um tanque muito mais expansível”, informa.

Dr. Souto esclarece que o corpo humano tende a usar mais glicose para usar energia justamente porque a dieta recomendada para quem faz exercícios físicos é a base de carboidratos – diretrizes desportivas sugerem o consumo de seis a dez gramas de carboidrato por quilo de peso. “Existe um fenômeno que se chama oxidação recíproca de substratos. Quando nós temos bastante glicose, o corpo oxida glicose e não gordura. Quando nós temos bastante gordura e pouca glicose, acontece o inverso. Mas os dois estiveram disponíveis em quantidade iguais, a prioridade vai ser da glicose, porque o corpo sempre tem onde armazenar a gordura”, explica.

Ou seja, desde que o corpo de quem pratica atividade esportiva esteja acostumado a utilizar ácidos graxos (gordura) no lugar de glicose, ele não precisará de carboidratos para a geração de energia. Não que a glicose não seja necessária. Nos chamados momentos anaeróbios, como, o sprint de uma corrida ou o levantamento de peso, somente a glicose é capaz de fornecer energia. Contudo, salienta o presidente da ABLC, essa glicose não precisa vir da dieta. “Ela está disponível via glicogênio e esse glicogênio é reposto no organismo mesmo que o sujeito esteja numa dieta sem carboidratos”, explica o Dr. Souto.