Em 4 de outubro de 2018, foi publicado um novo consenso conjunto da Associação Americana do Diabetes (ADA) e da Associação Europeia para o Estudo do Diabetes (EASD). Neste longo e detalhado documento, as duas organizações indicam que há várias alternativas de intervenção dietética com bons resultados para diabetes tipo 2, sendo que low carb produz reduções substanciais da hemoglobina glicada. Porém, isso é significativo apenas com very low carb. Restrição moderada de carboidratos não é suficiente no contexto do manejo de diabetes. A tabela 2 do artigo salienta que low carb é uma alternativa indicada por não apresentar efeitos colaterais.

A íntegra do texto pode ser vista aqui.